quinta-feira, 30 de abril de 2015

INICIANDO NO MOUNTAIN BIKE

 
ESCOLHENDO A BIKE
Se você ainda não tem uma bicicleta para trilhas, o melhor a fazer é obter o máximo de informações antes de comprar uma, a fim de economizar tempo e dinheiro. Jamais compre sua mountain bike em supermercados, na esperança de fazer economia: lojas especializadas têm pessoal com conhecimento para lhe orientar sobre a escolha de uma bicicleta, algo que envolve diversas considerações, desde o tamanho do quadro e a geometria da bicicleta até as diferenças entre os componentes – sempre tendo em vista a finalidade do equipamento.
Uma excelente fonte de informação e orientação é o fórum do MTB-BH. Várias pessoas já passaram pela mesma situação: estavam sem informação alguma, mas queriam comprar uma bicicleta para fazer trilhas. Nova ou usada? Uma bicicleta topo de linha, ou uma mais simples para ir trocando os componentes aos poucos? Qual a diferença entre as marcas e os modelos? Por que as bicicletas de supermercado são inadequadas e as das bicicletarias são boas? Quais são os requisitos de uma bicicleta para rodar na cidade e para fazer uma trilha? Todas essas dúvidas são compartilhadas por muitas pessoas, e já foram respondidas no fórum, em conversas registradas na seção Bicicletas: Peças e Acessórios. Dê uma percorrida nos tópicos. Se não satisfizer suas dúvidas, não hesite em perguntar: há muitas pessoas no fórum que o ajudarão com prazer. O principal propósito do fórum é justamente esse, multiplicar a informação. Portanto, tempo gasto ali é dinheiro economizado.
O fórum tem ainda a seção Classificados, onde frequentemente são anunciadas bicicletas, peças e acessórios, geralmente com preços atraentes. É outro local onde se pode encontrar uma boa bicicleta 



 EQUIPAMENTO DE BORDO
O que é necessário levar para uma trilha? Cada um, com a experiência, acaba definindo sua lista pessoal. E trilhas diferentes podem demandar acessórios diferentes, quantidades de água e comida diferentes, etc. Relacionamos abaixo o que é mais comum encontrar nos bolsos, pochete ou mochila de um ciclista.
  • Água, levada em garrafinhas presas ao quadro ou em mochilas de hidratação (a quantidade depende da duração da trilha e dos pontos de reposição no caminho).
  • Comida, de acordo com as preferências pessoais: barras de cereal, sachês de carboidrato em gel, sanduíches, frutas, biscoitos (as quantidades igualmente dependem da extensão da trilha e de pontos de alimentação no percurso).
  • Kit de remendo de câmara de ar: bomba de ar, lixa, remendos, cola e espátulas (material vendido em bicicletarias; trocar a câmara é um procedimento simples, que pode ser aprendido com um ciclista experiente).
  • Câmara reserva – algo opcional, mas que economiza o reparo ao menos da primeira vez em que o pneu furar, e é raro furar pneu duas vezes na mesma trilha.
  • Óleo lubrificante da corrente, para uma possível reaplicação durante a trilha – em situações com muito barro, água ou areia, é bastante recomendável.
  • Saca-corrente: reparar uma corrente partida também é algo relativamente simples, e pode ser explicado por alguém que já tenha feito a troca.
  • Chaves, documentos, dinheiro, celular – apenas o estritamente necessário, e embalado em um plástico impermeável, a salvo do suor e de uma possível chuva. Um celular pode ser fundamental em emergências.
  • Antes de sair de casa, repasse seu check-list e confira seu equipamento: verifique a calibragem dos pneus e da suspensão e o aperto das blocagens. Periodicamente, verifique as pastilhas de freio, para não ficar sem elas no meio da trilha. Saia sempre com a corrente lubrificada.

COMPORTAMENTO NA TRILHA
Não há um código de conduta oficial para a prática do mountain bike, mas espera-se que um praticante do esporte observe uma certa “etiqueta” nas trilhas, sobretudo porque ele muitas vezes estará em ambientes frágeis, passará por localidades com costumes próprios e cruzará propriedades privadas. Ciclistas, por serem relativamente pouco numerosos, costumam ser vistos como pertencentes a um mesmo grupo, de forma que o comportamento de um tende a ser atribuído à “categoria”: daí uma responsabilidade ainda maior de um ciclista sobre seus atos. A regra geral é usar bom senso e educação, mas seguem algumas sugestões específicas:
  • Ao encontrar uma porteira ou tronqueira (colchete) fechada, deixe-a fechada. Se estiver aberta, deixe-a aberta. Deixe-a sempre como a encontrou, ou poderá causar problemas a terceiros, com gado mudando de terreno ou fugindo. Se estiver pedalando em grupo, avise sempre a quem vem atrás de você se ele deve fechar ou deixar aberto, e ele deve fazer o mesmo com o ciclista seguinte, até o último.
  • Ao chegar de carro em algum lugarejo onde vai começar o pedal, evite som alto e gritarias, sobretudo se for cedo. Lembre-se que esses locais são calmos, e você é que é a visita – portanto, você é que deve se adequar ao ambiente.
  • É tão óbvio que nem merecia ser comentado: leve todo o seu lixo de volta. Não deixe pela trilha embalagens de sachês de carboidratos, barras de cereais, biscoitos, enfim, nada.
  • Cumprimente os passantes que encontrar pelo caminho: lembre-se que esse ainda é um hábito comum nas regiões rurais.
  • Quando cruzar com motociclistas ou motoristas, avisar a ele quantos ciclistas faltam. Se forem mais de cinco, fazer aquele sinal de “muitos” com a mão, abrindo e fechando os dedos.
  • Se estiver numa subida ou descida técnica e estreita, e precisar empurrar, procure retirar sua bicicleta do caminho o mais rápido possível, para que o ciclista que vem logo atrás possa tentar “zerar” o trecho.
  • Quando precisar “ir ao banheiro” no mato, afaste-se de cursos d’água. Muitas águas em trilhas são captadas e usadas para consumo. Não deixe fezes descobertas, porque elas podem contaminar bichos da região.
  • Em descidas, quando for ultrapassar um ciclista mais lento, gritar “direita!” se for ultrapassá-lo pela direita, e “esquerda!” se for passar pela esquerda.
No fórum do MTB-BH há ainda inúmeras dicas sobre limpeza da bicicleta, lubrificação, manutenção, produtos, técnica de pedalada e tudo o que diz respeito ao assunto. Esse aqui é apenas um pequeno apanhado de informações básicas, mas o aprendizado no fórum é virtualmente infinito.

 
CBC - CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO 
EVENTOS PROGRAMADOS PARA O MÊS DE MAIO
Confiram nesta postagem alguns dos eventos de ciclismo a serem realizados no decorrer do próximo mês de maio. Além destes irão acontecer outros mas estes são eventos oficiais da CBC e por isso estão aqui em destaque.Infelizmente as inscrições para alguns destes eventos já se encerraram mas outros tiveram o prazo prorrogado, para saber mais detalhes cliquem onde está indicado.




































 













Copa Serra Sertão de Mountain Bike
A copa será realizada com três provas de CICLISMO CROSS COUNTRY, com duas delas válidas pelo Ranking Nacional e Campeonato Cearense 2015, onde ao final destas 3 provas, dado o somatório geral de pontos de cada atleta em sua categoria, serão conhecidos os campeões da Copa. Outra novidade da copa será a inserção de corridas CROSS RUN, corridas em trilhas e estradas, no dia anterior as provas de MTB, nos mesmos percursos que serão realizados as provas de bike, possibilitando a corredores participarem do evento, correndo em meio a trilhas com obstáculos e dificuldades, com muita aventura e contato com a natureza.
 




Copa Brasil de BMX 2015 
Abre a Temporada em Santa Catarina
Inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do site da confederação brasileira de ciclismo.  
Sem maiores informações.



VENHA PEDALAR COM OS AMIGOS DO ´PEDAL
Você é o Nosso Convidado Especial
  
A partir do próximo mês de maio os destinos das trilhas noturnas e das trilhas matinais serão escolhidos pelos ciclistas no decorrer da semana e divulgados nas redes sociais. Não haverá mais programação mensal com destinos pré determinados. A princípio a programação de eventos para o ano de 2015 fica mantida, ou seja as trilhas comemorativas que acontecem todos os anos continuarão a acontecer mas isso pode mudar de acordo com a decisão da maioria.
  
UTILIDADE PÚBLICA
Apesar do Verão ter terminado as temperaturas registradas ultimamente em pleno Outono estão iguais as registradas durante o Verão e as chuvas andam em falta por aqui, quando as mesmas acontecem são de forma esporádica e com isso os nossos reservatórios estão com os níveis de água bem abaixo do normal, por isso é muito importante que cada um de nós façamos a nossa parte. Economize e evite todo o tipo de desperdício de água porque hoje ela já está em falta para boa parte da população mundial. vamos economizar para não faltar.

Por: Geovane Bezerra